Para além de violência física a apresentadora Ana Hickmann fez revelações inéditas de violação psicológica, confira

A ex-modelo e apresentadora Ana Hickmann confirmou neste domingo (26) que sofreu violência do seu ex-marido, o empresário Alexandre Correa

- Atualizado: 27 nov 2023 às 13:50

Apresentadora revela detalhes da relação conturbada com o empresário após caso de agressão

A ex-modelo e apresentadora Ana Hickmann confirmou neste domingo (26) que sofreu violência do seu ex-marido, o empresário Alexandre Correa, e que era alvo de abusos psicológicos.

Em entrevista ao programa “Domingo Espetacular”, da TV Record, Hickmann também disse que está com muitas e que o ex-companheiro mentia sobre a situação financeira do casal.
“Escutei muito que estava gorda. Ele tinha o dom muito grande de me fazer sentir uma merda”, disse a ex-modelo na sua primeira entrevista após ter registrado um boletim de ocorrência contra Alexandre, no último dia 12.

“Fui tentar entender o que estava rolando”, disse, confirmando que possui dívidas.

Segundo ela, ao buscar mais informações sobres as finanças, descobriu que o ex-marido havia mentido. “Eu ainda não cheguei no fundo”.

Ana Hickmann  quebra o silêncio

A apresentadora Ana Hickmann abriu o coração sobre a denúncia de agressão que fez contra o seu ex-marido, o empresário Alexandre Correa, durante entrevista ao programa Domingo Espetacular, da Record TV. Cerca de duas semanas após o ocorrido, ela contou detalhes sobre o que aconteceu na casa deles em Itu, no interior de São Paulo, como está se sentindo, a decisão de fazer o boletim de ocorrência na delegacia e a separação.

Na entrevista, Ana Hickmann confirmou que foi vítima de violência doméstica no dia 11 de novembro de 2023, em sua casa em Itu.

Entretanto  apresentadora Carolina Ferraz perguntou o que aconteceu e Ana relatou tudo. “Difícil reviver algumas coisas, mas agora dá para falar sem chorar, já chorei muito, já gastei todo o meu estoque de lágrimas. Eu não achei que iria ter uma montanha russa de emoções. Minha vida tem sido de provações há bastante tempo. Naquele dia 11, sábado, eu estava tendo uma conversa com meu filho na cozinha sobre algumas mudanças que aconteceriam na nossa vida com relação a nossa casa, coisas que ele está acostumado. A gente sempre teve uma conversa aberta. Por causa dessa conversa e outras coisas que aconteceram antes, eu comecei a ser achincalhada pelo Alexandre. Começamos com a briga verbal e terminou do jeito como o Brasil descobriu“, disse ela.

 A apresentadora falou sobre a agressão Física

Ao ser questionada se houve agressão, ela confirmou. “Sim“, afirmou. Então, ela disse que o filho não viu quando o pai fechou a porta no braço da mãe.

Na hora que ele fechou a porta no meu braço, não, mas antes sim“, disse ela, e deu mais detalhes daquela tarde. “Nós começamos a discutir.

Ele começou a reclamar que eu não tinha o direito de falar assim com nosso filho. Que eu era louca e tinha que parar de traumatizar o menino. Eu falava:

‘A gente precisa prepara o Alezinho porque as coisas vão mudar, mais cedo ou mais tarde mudanças acontecerão e eu não quero que ele sofra’.

Entretanto, por esse motivo de admitir os problemas, que ele não gostou. A briga começou a ficar mais acalorada. Nessa, o Alezinho pediu para parar, parem de gritar.

Mas, não foi a primeira briga verbal que tivemos. Então, o Alezinho corre pra piscina. O Alexandre vai atrás dele dizendo:

‘sua mãe está mentindo, ela é louca’. ‘Para de mentir para o nosso filho, para de mentir para mim’ (disse Ana). O negócio começou a esquentar.

Então eu pedi para a pessoa que trabalha lá em casa levar o Alezinho para a parte de trás da casa”, explicou.

“Tem o anexo, e o Alezinho foi levado para lá. A briga continuou, me chamando de louca, que eu estava descompensada.

‘Você vai me bater?’ Quando eu falei isso, a feição dele mudou completamente, ele veio sim para me dar uma cabeçada.

Então ele disse: ‘Se você vier para cima de mim, eu vou chamar a polícia’. Falei, uma, duas, três vezes. Ele veio me abraçar. Quando ele estava perdendo na conversa, ele vinha e me agarrava com força.

A aprestadora fala sobre a agressão psicológica

Ele começou a perder o controle mais ainda. Eu comecei a gritar muito: ‘Socorro, chama a polícia, 190!’. Nessa, eu consegui me desvencilhar dele.

Fiquei com medo dele, eu tentava fechar a porta e ele tentando manter aberta. Ele fecha a porta na parte do meu cotovelo, acho que estava com a adrenalina e eu não senti dor.

Entretanto, Os meus cachorros estavam atrás de mim e latindo muito. Eu gritei ‘pega’ e o Joaquim [cachorro] pegou. O meu cachorro voou para cima dele e eu fechei a porta, as janelas.

Entretanto, Quando eu sentei na mesa, o meu abraço já estava muito inchado“, afirmou ela, que pegou o celular e ligou para a polícia.

About Delsa Arnão

close
-->