Rúben Amorim faz Sporting passar vergonha após o Dérbi. Ora veja

Por:

//

Treinador do Sporting relativizou a situação que aconteceu no final do encontro diante do Benfica.

Rúben Amorim, treinador do Sporting, foi confrontado, na sala de imprensa, com os desacatos que aconteceram no túnel de acesso aos balneários no Estádio da Luz, depois do dérbi de domingo diante do Benfica.

Na de conferência de imprensa, o técnico dos verde e brancos elogiou o início de jogo da sua equipa, relativizando a confusão que se registou quando ia falar na zona de entrevistas rápidas.

“São coisas que acontecem no túnel, num dérbi, e está lá a polícia para ver o que se passou. Não vou estar aqui a comentar e a aumentar um problema. Acontece, as equipas querem ganhar, são dois grandes clubes e nada mais do que isso”, afirmou Rúben Amorim.

“Começámos bem, com bola. Tranquilos, depois de um momento difícil, e conseguimos implementar o nosso jogo. Sabíamos o que o Benfica faz e quer, é uma equipa cheia de talento, muito bem treinada. Acabámos por chegar ao golo com justiça, o Benfica respondeu. Foi um jogo difícil. Por vezes com mais bola, noutras com mais transição. Foi um bom jogo. No final, o Benfica ficou um pouco por cima, o ambiente também ajudou. Foi um excelente jogo, pena não termos levado os três pontos”, atirou ainda o técnico dos verde e brancos.

“O Matheus Reis estava com dificuldades. O Neres ia entrar, é um jogador rápido, e tive de olhar para os centrais. O St. Juste tem um limite de tempo de jogo, é rápido, o Inácio adaptou-se bem. Tinha de olhar para os jogadores de trás, que ficam sozinhos para as transições, daí ter colocado o Jer. Segunda volta? É jogo a jogo, não pensar muito nisso. No fim logo se vê”, acrescentou.

About Sabatian

Sebastian Augusto é editor-chefe do Today News Sport, desde 2020, responsável pela curadoria de conteúdos para Portugal e Brasil. É especialista em no futebol da liga portuguesa. Realizou curso de SEO content e holístico com o jornalista brasileiro Igor Juan, correspondente do Metrópoles em Brasília e CEO do Jornal Correio do Interior.

Leia também