DESPORTO

Vai ser CONFUSÃO: Samuel Soares manda MENSAGEM ao Vlachodimos

Publicado:

© Getty Images
Publicidade

Samuel Soares é considerado “guarda-redes para a equipa A do Benfica” e um dos “futuros grandes talentos do futebol português”.

Fabricas abre vagas com urgências necessitam pessoal

Ele é visto como alguém que “não fica atrás” em relação aos guarda-redes anteriores que defenderam a baliza do Benfica na última temporada, “incluindo Vlachodimos”. Luís Castro tem uma convicção clara sobre o guarda-redes que ele treinou nas camadas jovens, sub-23 e equipa B.

Publicidade

“Ele é muito forte fisicamente. Pode parecer pesado devido à sua grande envergadura, mas na verdade é muito ágil e gere as saídas da baliza de forma excecional, tanto no controlo da profundidade quanto na forma como lida com cruzamentos”, diz o treinador de 43 anos à A BOLA, que liderou várias equipas do Benfica entre 2019 e 2023.

“Agora ele precisa de um pouco de estabilidade. Tal como aconteceu com Rui Patrício no Sporting, é necessário ter paciência e alguma tolerância aos erros. Existe uma noção errada de que jogadores jovens não podem cometer erros quando atletas mais experientes cometem um, dois, cinco erros e nada acontece com eles”, ele analisa, acreditando que António Silva e João Neves são exemplos a seguir: “Roger Schmidt mostrou que, para ele, a idade não importa, mas sim a qualidade.”

Luís Castro enfatiza que “tudo é uma questão de oportunidade”, e o trem agora parou na estação onde estava o guarda-redes de 21 anos. “Se houver tolerância após um ou dois erros, estou confiante de que ele vai segurar a posição e mostrar que Portugal terá outro grande guarda-redes.”

Publicidade

“Passe longo isola colega”

“Eu sempre disse internamente que Samuel era um guarda-redes para a equipa A. Enquanto estive no Benfica, argumentei que ele estava ao nível dos guarda-redes da equipa A. E ainda acredito nisso”, o treinador reitera.

O jogador internacional em todas as seleções jovens (Sub-15 a Sub-21) se destaca no seu jogo de pés. “Ele tem essa característica inata, mas trabalhou nisso e melhorou significativamente o seu jogo de pés. Ele tem um pontapé forte, capaz de isolar um colega à frente com um único passe, e ele usa bastante esse recurso”, destaca Luís Castro, esperando que o tempo prove que ele estava certo quando antevia grandes realizações para um dos vencedores da Youth League, conquistada em abril de 2022 contra o Salzburgo. Por agora, ele está praticamente garantido para começar contra o Gil Vicente em Barcelos.

Publicidade

“Vem, que eu vou defender isso!”

Samuel Soares também se destaca pela sua “forte personalidade”, alguém que é um “líder”. Durante o jogo entre o Benfica e o E. Amadora na 2ª rodada da liga, que marcou a estreia do guarda-redes de 21 anos como titular pelos campeões nacionais, ele frequentemente pediu calma aos defensores centrais e laterais quando pressionado. Ele colocou a bola centralmente, onde um colega estava livre, ultrapassando assim a primeira linha defensiva do adversário. Foi como se ele estivesse dizendo aos colegas algo como “Calma, eu sei o que estou fazendo.”

“Ele tem essa confiança e a transmite à equipe”, Luís Castro analisa, lembrando um episódio “impactante” que caracteriza essa “forte personalidade”: “Foi num jogo na Liga Revelação [Sub-23]. Um colega quis passar para o zagueiro central, mas acabou por isolar um adversário, que correu sozinho desde a linha do meio-campo em direção à baliza. Eu me lembro claramente de ouvir o Samuel gritando para os colegas, ‘Vem para a segunda bola que eu vou defender isso’. E a verdade é que ele defendeu, e na segunda bola, a nossa equipe recuperou a posse.”

Publicidade
Publicidade